14.90€ 13.41 
Titulo Utopia
Autores Thomas More, Miguel Morgado (Introdutor)
Colecção
Clássicos do Pensamento Político
Género
Ensaio
Proposto por
Leitor anónimo
Editor
Pedro Bernardo
Formato
13x20cm
N.º Páginas
0
Data
Fevereiro de 2019
ISBN
978-989-8973-01-6
Notas
Por excelência o livro ficcional que mais contribuiu para a filosofia moderna. A descrição da ilha de Utopia feita pelo viajante português Rafael Hitlodeu.
A descrição da sociedade perfeita feita por um viajante português segue-se a uma conversa entre vários personagens verídicos com quem Thomas More se cruzou e que discutem o alfabeto de Utopia, uma linguagem que enforma uma realidade sócio-política perfeita que se vive na ilha de Utopia.

Obra cimeira do pensamento político, a Utopia é um clássico do seu género. A palavra cunhada por Thomas More acabou por se politizar e adquirir significados algo distantes do seu sentido originário: o nome de uma ilha situada em nenhures. “Utopia” passou, assim, a designar, numa acepção positiva, todas as aspirações do Homem, do seu ideal de vida, e todas as visões fantásticas do futuro de abundância e reconciliação das tensões humanas.
Thomas More (1478-1535) foi um insigne advogado e jurista inglês, exerceu cargos de administração na cidade de Londres e foi deputado ao parlamento em três ocasiões.
A sua vasta experiência profissional e política fez com que Henrique VIII o chamasse a integrar o seu Conselho Real (Privy Council) e, depois, no auge de uma carreira política, o nomeasse Chanceler do Reino, em 1529. Intransigente nos seus princípios morais e de cidadão católico, Thomas More foi condenado à morte pelo mesmo Henrique VIII depois de se recusar a jurar a Lei da Sucessão, e depois da Supremacia, que consagrava o Rei como chefe da Igreja Católica inglesa e consumava a ruptura com o Papa.
Foi beatificado em 1886 pelo Papa Leão XIII. Quarenta e nove anos mais tarde, Pio XI canonizava-o.
Sem informação.
Impresso em papel Snowbright com certificado ambiental.
Venha construir esta editora connosco