14.50€ 13.05 
Titulo Clara e a ilha do plástico
Autores Liliana Geraldes (Texto) , Carmen Costa (Ilustração)
Género
Infantil
Proposto por
Associação Pais das Artes
Editor
Hugo Xavier
Formato
18,5x25cm
N.º Páginas
36
Data
Setembro / Outubro de 2019
ISBN
978-989-8973-10-8
Notas
Um livro infantil que explica aos mais novos o que se passa com o nosso meio ambiente.



«Muito sentido fez para mim a Liliana, formiguinha inquieta e sempre com ideias maravilhosas a brotarem-lhe da cabeça, dizer-me que tinha escrito um livro para crianças sobre a Grande Ilha de lixo do Pacífico.

Ao ler Clara e a Ilha do Plástico não pude deixar de sentir entusiasmo para perceber como a viagem da Clara iria ter impacto na sua vida.

De uma forma simples e divertida a Liliana leva as crianças a descobrirem temáticas tão complexas como a perda da biodiversidade, o branqueamento dos recifes de coral e a poluição marinha. As rimas criativas usadas levam as crianças a cantarolarem a complexidade que talvez não tenham ainda percebido e suavizam o triste ensinamento trazido pelo livro.

Mas este é, acima de tudo, um livro de esperança num mundo melhor, um livro que pretende sensibilizar as crianças para um dos maiores problemas com que a humanidade se depara atualmente, fazendo-as ver que o poder de mudar a realidade está nas suas mãos. Só elas poderão salvar o amanhã e este livro mostra-lhes diversas formas de o fazerem.

Como mãe de uma pequena «ativista ambiental» com 5 anos, e acima de tudo como Bióloga Marinha com vários anos dedicados à educação ambiental e à investigação na área das Alterações Climáticas, penso que este livro é uma forma deliciosa de sensibilizar os nossos filhos e acordar toda uma geração para o modo como precisamos de mudar já os nossos comportamentos.»

Joana Boavida-Portugal
Liliana Geraldes e Carmen Costa apresentam-se:
Liliana Geraldes nasceu em Viana do Castelo no ano de 1985. Trabalha como professora de música e de educação ambiental em diversas escolas de Lisboa.
Em 2013 escreveu o seu primeiro musical infantil ecológico, «País da Música», que foi  apresentado no Teatro Infantil Bocage, com lotação esgotada.
Em 2017 juntou se ao movimento Lixo Zero Portugal e tornou se uma activista contra os plásticos descartáveis. Nesse mesmo ano, criou o blogue «a mamã sabe poupar».
Neste momento trabalha em parceria com diversas câmaras municipais e com várias empresas e ONG ligadas ao ambiente.
Presta serviços de educação, de sensibilização ambiental e incentiva uma caminhada sem desperdício através de workshops e palestras.

=============

Cármen Costa, também conhecida como «Carmena», nasceu no Porto, em 1990. Queria ser geneticista ou fazer desenhos animados. Optando pela segunda via, licenciou-se em Artes Plásticas pela FBAUP e concluiu o mestrado em Ilustração e Animação do IPCA.
Em 2015 criou, com a colaboração de dois amigos artistas, o Pudim Studio.
Trabalha como artista e ilustradora em projectos pessoais, bem como de  outros autores. Como animadora, já colaborou em projectos de artista e estúdio, desenvolvendo os seus quando lhe é possível.

Por vezes, é possível encontrar o seu trabalho exposto num lugar acolhedor.
Sem informação.
Capa dura. Impresso a cores em papel Edixion. 
Venha construir esta editora connosco